Menu

14 agosto 2014

Educação Financeira nas Escolas

EDUCAÇÃO FINANCEIRA

O tema educação financeira tem recebido grande destaque nacional e internacional 
nos últimos anos, como um dos fatores fundamentais a fim de garantir melhor 
qualidade de vida hoje, conforto no futuro, uma vida financeira saudável e 
equilibrada. 
Muitos pais ainda acreditam que dinheiro não é assunto de criança. Que elas devem 
se preocupar com os estudos, e que estes, as farão adultos bem sucedidos com um 
bom emprego e isso basta. Educação financeira não significa ensinar seu filho a 
economizar, mas sim aprender corretamente o manejo do dinheiro em busca de uma 
vida melhor.
Conforme Rocha (2008), “quando o indivíduo tem as finanças em ordem, ele toma 
decisões e enfrenta melhor as adversidades. E isso ajuda não só na vida financeira, 
mas também nos aspectos familiares.”. Nesse sentido, ao ensinar uma criança a 
lidar com dinheiro desde pequena, quando adulta terá maiores chances de aprender 
a administrar o seu salário, a sua vida. Vai saber guardar, guardar pra comprar, 
guardar pra poupar mais.
Nos países desenvolvidos a educação financeira das crianças cabe às famílias. Às 
escolas cabe a função de reforçar a formação adquirida em casa. No Brasil ainda há 
muito que se descobrir, a educação financeira não está presente nem no universo 
familiar nem tampouco nas escolas (de um modo geral) (D’Aquino, 2007). 
A razão disso pode ser explicada pelo fato de que o Brasil passou por oito 
mudanças de moeda em 52 anos(1942 e 1994), ”Desse total, seis aconteceram num intervalo de vinte anos” (D’Aquino, 2008)


Vídeo aulas!


Livros para estudo!